28 jan 15

Favoritos da semana

Dica de blog
Vocês já conhecem o Butter and Brioche? Daqueles sites gostosos, com receitas criativas que fogem bastante do lugar comum. Vale adaptar com ingredientes brasileiros, fonte de inspiração! Uma das últimas que a Thalia aprontou foi o bolo de tiramisu com crepe, que estou doida para testar. Soa delicioso, né?

Arranjo com palito de picolé
A Gabi, do ScrapBi, criou um DIY super fofo para casamentos (achei válido para decorar a casa também). Usando palitos de picolé e uma lata, ela fez esse vasinho lindo. Fica a dica para quem gosta de botar a mão na massa.

Pratos ilustrados
Eu adoro pratos ilustrados para decorar, já mostrei alguns aqui no blog como os da Mari Mauro e do Zuppa Atelier. Agora conheci outra artista: a Clara McAllister trabalha ilustrando para a Antix (sim, a loja famosa pelos vestidos com estampas incríveis) e faz alguns pratos com suas criações também. Desejando todos! Disponíveis aqui.

Arte com comida
Volta e meia posto artes feitas com comida, quando não aqui, lá no facebook. Essa semana encontrei mais uma linda da Anna Keville Joyce, de Budapeste e Praga, e não podia deixar de compartilhar já que são as próximas paradas da coluna de viagem. Ela trabalha com ilustração de alimentos para publicidade, trabalho que deve ser no mínimo divertido.

Garrafinhas para fotógrafos
Queria tanto uma dessas para levar na acadêmia! Morri de amores quando vi as garrafinhas com rótulos de filme, para quem quer expressar o amor pela fotografia em todas as formas. Elas estão à venda na Mash Store, mas infelizmente eles ainda não entregam no Brasil. Alguém sabe onde achar por aqui?





Fotos: JG

Confesso que as expectativas com Budapeste estavam um pouco subestimadas para mim, frente a nossa última parada que seria em Praga. Foi com surpresa e satisfação que descobri uma cidade maravilhosa. Uma não, duas. Buda e Peste são cortadas pelo rio Danúbio: de um lado a cidade antiga Buda com o castelo real e o Bastião dos pescadores com vistas incríveis, e do outro Peste – a cidade repleta de construções históricas como a Ópera, avenidas lindas como a Andrassy, e muitas opções de bares e restaurantes. Definitivamente, Budapeste se tornou um dos lugares mais interessantes que já fui e indico que na sua próxima passagem pela Europa, não deixe de incluir no roteiro.

Na primeira noite estávamos em busca de um lugar para provar os famosos vinhos húngaros e descobrimos mais um ponto alto da cidade: em todos os bares, inclusive em lugares especializados em vinho, o costume é pedir por taça. Ou seja, você tem a possibilidade de provar vários tipos diferentes e por preços acessíveis. Escolhemos o DiVino Wine Bar que possui algumas filiais por lá, inclusive uma em frente a Basília de São Estevão.

O bar é um sucesso. O atendimento é muito solícito, os garçons são extremamente preparados para explicar e ajudar na escolha, além de um ambiente descolado e descontraído. Provamos o Tokaj e também o Egri Bikavér (Sangue de touro em português) da região de Eger, o tinto mais famoso da Hungria (seco, mas ao mesmo tempo leve).

O meu favorito foi o Villány, tanto os tintos quanto os brancos. Os melhores vinhos originários desta região são secos e leves, com intensidade média e frutados. Tomamos também a Pálinka, um destilado húngaro que pode ser feito a partir de diversos ingredientes como ameixa, maçã ou pera. Lembra um pouco a cachaça, porém mais leve e também doce dependendo da sua origem. Os húngaros amam a Pálinka, e a dão crédito por tudo, desde sua inteligência até sua força.

No dia seguinte de tantas degustações de bebidas novas, precisávamos de uma forcinha para continuar nossos passeios. Decidimos provar o famoso Langos no Mercado Central de Budapeste. De primeira vista parece uma pizza, mas é diferente. Eu classificaria a massa entre pão e pastel, ela é frita na hora e coberta com molho sour cream e queijo ralado em tiras grossas. Fica quentinha e deliciosa, com o queijo derretendo e misturando o creme em cima. Para completar, ainda colocamos salames húngaros. Tá mais do que recomendado, estou doido para testar a receita aqui no Brasil.

No próximo post, falo um pouco mais sobre Budapeste. E se você está planejando visitar a Europa, deixo mais uma dica: o site Cupom de Desconto oferece descontos para as passagens da TAM e outras empresas áereas, assim como loja de vinho para quem ficou com desejo lendo o post. Vale a pena visitar e economizar uma graninha na hora de viajar.

DiVino Wine Bar
Basílica de São Estevão e outras filiais
Szent István tér 3, Budapeste – Hungria
www.divinoborbar.hu





Fotos: Natalia Valle

Eu fico super feliz quando ouço que vocês foram a um lugar que indicamos e gostaram. É como se a gente ajudasse, de alguma forma, a deixar o dia de vocês um pouquinho mais gostoso. Outro dia soube de um casal de leitores que costuma escolher o roteiro gastronômico do final de semana pela nossa lista de restaurantes, isso me motivou a tirar este post da gaveta e a me empenhar mais esse ano para mostrar outros lugares bacanas aqui no blog. Já preparei alguns bem legais. Mariana e Daniel, esse é para vocês. Obrigada pelo carinho e motivação!

Tem tempo que estava enrolando para escrever sobre o Zot. Aliás, enrolei demais para conhecer o gastrobar. Aberto há mais de dois anos, fui deixando para depois e depois…e nada. Bom, finalmente fui no meu aniversário, agora no final do ano, para um jantar super delicioso com o namorado. Se você ainda não conhece, não enrole que nem eu. Para começar, o cardápio é assinado pela Ciça Roxo e pelo Joca Mesquita e onde tem dedo desses dois é porque o negócio é bom.

O Zot fica no baixo copa, tem um ambiente intimista e agradável, cardápio gostoso e atendimento simpático e rápido (estive lá em uma quinta-feira, mas a casa estava cheia). Eu indico ficar nas tapas e provar quantas puder, mas também há cinco opções de pratos maiores que não cheguei a provar (risoto vegetariano, massa, filet, peixe e pato). Ou seja, tem para todo mundo. No nosso caso, preferimos entradas e sanduíches. Veio tudo muito caprichado e delicioso.

Começamos com o famoso Bolinho de Pato (servido com molho de tucupi maravilhoso – que já é motivo suficiente para voltar) e o Ceviche com peixe branco, água de coco, manga, pimenta biquinho e torradas (perfeito agora para o verão).

Depois escolhemos os sandubinhas: o Choripan é com linguiça recheada com provolone e chimichurri, já o Zot Burger é feito com chorizo, queijo coalho e cebola caramelizada. Ambos deliciosos. Para acompanhar, escolhemos o espumante Rosé Brut Don Giovanni. Eu ainda encararia uma sobremesa (entitulada na cardápio como Final Feliz, e não é?), mas a que eu queria estava em falta. Por que isso sempre acontece comigo nos resturantes? Why? Era picolé com zabaione, se você for, prova e me conta depois? Mas uma coisa é certa: não enrolo mais para voltar ao Zot.

Zot Gastrobar
Rua Bolivar, 21
Copacabana – Rio de Janeiro




20 jan 15

Bolinho de chuva


Foto: Flavia Peroba

Tem coisa melhor que colo de vó? Atualmente eu sei que tem: ver sua mãe sendo avó, e seu imenso carinho com meus sobrinhos, isso me faz sorrir. Lembro de quantos colos e carinhos já recebi da minha avó e revivo aqueles momentos de cafuné e abraços de uma despedida que dura 24h de ausência mas que para criança é uma imensidão de tempo. Vejo a minha mãe sendo a melhor avó do mundo para os netos dela com a certeza de que tive as melhores avós do mundo para mim. Entre colos, chuva e lembranças me veio um desejo saudosista de comer o famoso bolinho de chuva que minha avó Severina fazia com todo o amor que coubesse em suas panelas. Não perdi tempo, corri atrás da receita dela e recriei aqueles pingos incríveis de carinho polvilhados com canela. Se você nunca fez, não se preocupe, é uma receita de vó que netos são capazes de fazer.


Bolinho de chuva



    Ingredientes

  • 40g de manteiga derretida
  • 2 ovos
  • 3/4 xícara de açúcar
  • 1 xícara de leite
  • 2 1/2 xícaras de farinha de trigo
  • 1 colher de sobremesa de fermento
  • 1 colher de chá de canela em pó
  • Óleo suficiente para 3 dedos de uma panela pequena
  • 3 partes de açúcar para 1 de canela para polvilhar os bolinhos



Modo de preparo
Junte todos os ingredientes e misture bem com um garfo.
Cuidado para não deixar nenhum pedaço de canela empelotar porque vai amargar o bolinho.

Aqueça bem o óleo.
Com ele super quente, coloque colheres da massa dentro do óleo.  
Solte a massa da colher com o auxílio de outra colher dentro do óleo.
Ele frita bem rápido. Cuidado para não queimar.
Quando dourar um lado, vire para fritar o outro.

Polvilhe açúcar e canela e se delicie.




19 jan 15

Tag know your blogger


Fotos: Natalia Valle

Hoje o post é um pouco diferente! Não costumo fazer posts muito pessoais no Gulab, porque a ideia do blog não é essa, mas é claro que há aquela curiosidade para saber mais um pouco de alguém que a gente acompanha, mesmo que sejam apenas as gordices como no nosso caso. Sempre que alguma blogueira me convida para uma tag fico sem graça por não participar. Então abri uma exceção e aceitei o convite da Patrícia, do Mil Pétalas, para mostrar um pouco de quem está do outro lado da tela. Aproveitem para visitar o blog dela, que é uma fofura e tem receitas vegetarianas de dar água na boca. A brincadeira consiste em dizer alguns fatos aleatórios e responder as perguntas dela. Usei as fotos do meu instagram para ilustrar, quem quiser acompanhar além da gastronomia, também estou por lá como @vallenat.

11 fatos aleatórios sobre mim
1. Nasci em Brasília mas vim para o Rio com meses ainda
2. Toco baixo e já tive uma banda punk só de meninas
3. Prefiro praia do que piscina, mil vezes
4. Sou daquelas que chega no rodízio de pizza com fome de 10 fatias mas só aguenta 3
5. Tenho um panda chamado euclides, eterna criança
6. Sou muito tímida com desconhecidos
7. Fiz faculdade de design e pós em fotografia
8. Tenho uma lojinha de acessórios
9. Quando era mais nova, fiz figuração na Globo só para passar o tempo
10. Amo aeroportos e chuva
11. Tenho duas tatuagens: um robô e uma estrela

Qual é a tarefa que você mais vive diariamente?
Trabalho (edição e fotografia), adoro o que faço, na maioria dos dias não parece trabalho.

Como seria o café da manhã perfeito?
Não precisa de muito, pão de milho quentinho com azeite + morango ao leite e estou feliz.

Qual é a flor que você mais gosta?
Orquídea porque me lembra infância, é a preferida da minha mãe.

Poste a foto de uma planta que você tem em casa :)
Serve de mentira? Não tenho muitas.

Tem algo que você gostaria de aprender a fazer?
Surfar direito (começo as aulas mês que vem) e tocar piano (na lista para aprender)

Um lugar que você gostaria de estar nos próximos 30 dias?
Islândia. Morro de vontade de conhecer.

O que você mais gosta em você? Por quê?
A vontade de melhorar sempre, mesmo quando não consigo, é o que me move.

Se você fosse um personagem, qual seria? (vale tudo – livro, filme, mitologia…)
O passarinho do snoopy. Ou a Cristina Yang de Grey’s Anatomy.

O que mais te incomoda nas pessoas e por quê?
Gente que perde tempo e energia se metendo na vida de pessoas com quem não se identifica,
não faz sentido, acho a coisa mais deprimente espalhar ódio por opção.

Qual é o dia da semana que você mais gosta e por quê?
Segunda (tirando a parte de acordar cedo e de estar longe do namorado),
mas gosto de começos e geralmente é o dia que estou mais descansada.

Se alguma blogueira quiser participar, fique à vontade, e deixa o link aí nos comentários ❤





Fotos: Bruna Rodrigues

Às vezes tem tanta coisa bacana pertinho e a gente nem visita, né? No fim de semana, decidimos mudar esse quadro e turistar na Região Serrana do Rio. O destino escolhido? A deliciosa cidade de Petrópolis. Fomos almoçar no Restaurante Bohemia, que fica no segundo piso da tradicional cervejaria e ficamos satisfeitos com nossa escolha.

restaurante-bohemia-2

O cardápio do restaurante é variado e todas as opções vêm com a indicação de um tipo de cerveja para harmonizar bem com o prato. O atendimento é simpático, apesar de um pouco lento. Mas acho que eu estava com pressa para visitar as pechinchas da Rua Teresa, gente. Preciso voltar com calma para poder julgar melhor.

restaurante-bohemia-4

Para um almoço entre amigas, escolhemos os seguintes pratos: bacalhau à Brás, salmão com cogumelos e arroz arbóreo, cuscuz de camarão com palmito e banana da terra e, por último, um risoto de camarão com parmesão e agrião. Os pratos agradaram a todos da mesa. Uma pena que não comemos sobremesa, mas a opção do crème brulée de laranja parecia ser uma boa pedida. Definitivamente, preciso voltar! E aí, quem me acompanha?

restaurante-bohemia-3

Restaurante Bohemia
Rua Alfredo Pachá, 166, Centro
Petrópolis – Rio de Janeiro
cervejariabohemia.com.br/restaurante




14 jan 15

Notinhas refrescantes


Fotos: Natalia Valle

Drinks de verão
Capricharam no verão carioca esse ano, viu? Só com drinks muito geladinhos para amenizar e refrescar esse bafo quente. E já que tenho feito descobertas maravilhosas pelos bares, aí vão dois drinks que me conquistaram: Cosmopolitan Grey Goose do El Born, em Copa (já falei do bar aqui, lembram?) – leva grey goose l’orange com cranberry, limão, triple sec e zest de laranja delicinha + Siciliana (eleito o meu preferido para o verão) da Forneria São Sebastião, em Ipanema (com vodka ketel one, limão siciliano, suco de laranja e limoncello). Vai lá, prova, e depois me agradece. De nada ;)

Orgânicos na Urca
Recentemente a Urca ganhou uma feira semanal de produtos orgânicos. Ela é realizada sempre às quintas-feiras, das 7h às 13h, na Praça da Medalha Milagrosa. O bairro agora faz parte do Circuito Carioca de Feiras Orgânicas que conta com outras 13 feiras em diferentes bairros. A lista completa está aqui, veja qual é a mais próxima de você e aproveite.

Festival de picolé
Vocês viram que a Kibon lançou um picolé em parceria com a Farm? A embalagem hipnotiza e o sabor agrada demais os fãs de mate com limão. Tá aprovado! Nas próximas quintas-feiras (15, 22 e 29), o Circo Voador recebe o Festival Farm Picolé. Serão nove bandas (entre elas, Holger e Audac), além de DJs, filmes e piscina. O evento começa sempre a partir das 19h e os ingressos custam R$15 com 1kg de alimento ou comprovante de meia-entrada. Confira a programação.

Hamburguer vegetariano
No final do ano estivemos na inauguração da nova filial do Hareburger, em Ipanema. Gente, que sanduíches deliciosos! Se você não é muito chegado em comida vegetariana, recomendo uma passadinha na lanchonete para mudar a sua visão da coisa. Nossas sugestões: Hareburger de Shitake (com tomate seco e honey mustard) e Mango’s fly (queijo gouda, rúcula hidropônica, shutney de manga e castanha de caju). Ótima opção para o pós-praia.

Parabéns, São Paulo!
Dia 25 de janeiro é comemorado o aniversário de São Paulo e para homenagear a cidade, o Le Vin Bistrô criou um prato para a data: Picadinho à Paulista (picadinho de Filet Mignon, arroz, feijão, banana, ovo e farofa). O restaurante Terraço Itália (conhecido como um dos principais lugares para visitar na cidade) também está com novidades no cardápio para o verão. Entre elas, a crostata com zabaione e pêssego com gelato artesanal de nata. Desejo!

• Continue acompanhando outras novidades pelas redes sociais do Gulab: facebook, twitter e instagram.