Fotos: Natalia Valle

Quem acompanha o Gulab há mais tempo sabe que não é novidade: somos muito fãs dos brigadeiros da Carolina Sales. Recentemente a loja matriz passou por uma reforma, tanto no visual quanto no cardápio, e voltamos até lá para ver como ficou, conversar com a Carolina e contar para vocês as novidades.

A loja do Condado de Cascais, na Barra, está mais moderna para receber seus clientes. “Estamos atendendo em serviço bistrô completo. Além de nossos doces deliciosos temos também refeições leves, lanches, sopas, café da manhã, chá da tarde e sobremesas exclusivas desta loja”, contou Carolina Sales, fundadora da patisserie, em entrevista ao Gulab. Primeira marca de brigadeiro gourmet do Rio, o estabelecimento se difere pela qualidade do produto proporcionada e, principalmente, pelas combinações e sabores variados disponíveis.

Os nossos preferidos são o de Rabanada (disponível apenas em Dezembro) e o de Limão Siciliano (permanente). “As minhas ideias são naturais, não sei explicar. Tenho tantas que nem sei o que fazer com elas às vezes”, brinca Carolina. Entre as últimas criações estão o brigadeiro de bolo de cenoura e o proteico whey que está em fase de testes. Mas os clássicos continuam em alta: Noir, Casadinho e Ao leite são alguns dos mais pedidos.

O cardápio salgado conta com massas, carnes e sopas. Destaque para a sopa de abóbora com pinoli italiano ou amêndoas e o nhoque de batata inglesa com molho ragu de carne. E mais: os preços são amigáveis. Para quem consome produtos diet, a marca tem uma linha bacana de doces sem açúcar e produtos sem glúten.

Desde 2010 no mercado, quando deixou de lado a Medicina Veterinária para se dedicar aos brigadeiros, Carolina faz uma análise de como foi o início vendendo pela internet até a consolidação da marca e a abertura das lojas no Rio. “Apesar de muito prazeroso, não foi e não é fácil. Meu negócio sempre teve a minha essência, a minha cara e as minhas ideias. Precisávamos aparar algumas arestas e é o que estamos fazendo até hoje. Não chegou perto de onde almejo, mas ainda temos planos muito desafiadores e estimulantes”, disse.

Seja o que vier de novidade, não há dúvidas de que continuará conquistando os corações cariocas com um dos melhores brigadeiros da cidade.

+ www.carolinasales.com.br




20 ago 14

Moda: melancia mania

As frutas continuam com tudo na moda e na decoração. Outro dia mostramos aqui os produtos com estampa de abacaxi, lembram? Não param de pipocar nas vitrines. Hoje separamos mais uma tendência que esteve presente no último verão e continua em alta: as estampas de melancia. Marcas como Maria Filó e Renner apostam na fruta também para o inverno. Pela web é possível encontrar várias peças e acessórios divertidos, veja onde comprar:

Onde comprar
1. Blusa Sammydress 2. Apoio para pescoço Fabulosa Fábrica 3. Blusa Society6
4. Blusa Maria Filó 5. Tênis Mad Bull 6. Case para celular Coronitas 7. Capa para celular Uprint
8. Almofada melancia Bem Feita 9. Saia Moda em Atacado 10. Porta copos IKS
11. Película para unhas Manias de Gurias 12. Forminha melancia Papel e Mel





Fotos: Natalia Valle

O inverno ainda vai ficar por aí mais um mês, mas aqui no Rio de Janeiro ele já está se despedindo. É sempre uma visita rápida e procuro aproveitá-la ao máximo, tirando casacos e meias do armário e usando todo o meu acervo de receitas de sopas para encontrar qual será a queridinha do ano. Dessa vez, a escolhida foi uma deliciosa sopa de couve-flor. Aos poucos vou me despedindo do inverno e também dela, que tem dado as caras semanalmente aqui em casa. É uma receita de sopa simples, com poucos ingredientes e somente uma panela suja. Ela rende porção generosa para 4 pessoas, mas se você for comer sozinho, basta dividir a receita. E que tal usar a panela mais bonita que tiver em casa para servi-la na mesa?


Sopa de couve-flor com pesto



    Ingredientes

  • 1 couve-flor grande
    Cortando as flores e se desfazendo do caule maior
  • 2 cubos de caldo de legumes
    Se você fizer seu próprio caldo, melhor, só lembre
    de adicionar sal e usar cerca de 1,5L dele
  • 1,5L de água
  • 2 alhos poró cortados grosseiramente
  • 1 xícara de molho pesto
  • 100g de manteiga
  • 200ml de creme de leite



Modo de preparo
Em uma panela alta, derreta a manteiga e refogue o alho poró até ficar transparente.
Neste momento, junte a couve-flor, água, cubos de caldo e deixe ferver por cerca de 30 minutos.
Quando tiver reduzido metade do líquido, apague o fogo e
bata a couve-flor com a ajuda de um mixer de mão (se não tiver, basta bater no liquidificador).

Adicione então o creme de leite e pesto, misture com uma colher e acerte o sal.
Sirva bem quente e se delicie acompanhado de algumas torradinhas.
Esta não é uma sopa magra, mas certamente é uma sopa feliz.





Fotos: Natalia Valle

Na última quinta-feira recebemos um convite gostoso: experimentar o cardápio da Zee Champanheria, no Leblon. Eu sempre fico com um pé atrás com champanherias porque elas costumam dar mais atenção ao produto principal, e o cardápio fica largado, mas felizmente não é o caso da Zee. Por lá, as comidas são caprichadas e bem feitas. O bar é relativamente novo, inaugurou em novembro na galeria do Teatro Leblon, com ambiente informal. Indicamos para o happy hour ou para reunir as amigas no final de semana.

Há uma variedade grande de champanhes nacionais e importados, além de vinhos, uísque, drinks e caipivodkas. Provamos a jarra de Clericot com espumante Brut Rosé e essência de pêssego. É suave e refrescante, uma boa pedida. O cardápio não fica atrás: bruschettas, petiscos, mini hambúrguer, saladas, risotos e sobremesas.

Provamos o rolinho de camarão com alho poró (vem com um molho delicioso), porção de bolinho de risoto com parma e mussarela de búfala (daquelas combinações infalíveis) e queijo coalho com crosta de gergelim e geleia de pimenta (criativo e gostoso, foi o petisco preferido da noite). Lembrando que as porções das fotos foram para degustação, portanto menores, porque ainda teríamos risoto e sobremesa pela frente.

Depois de petiscar: risoto de brie com tiras de mignon e molho de uísque (a carne é bem temperada e o molho leve) e risoto de limão siciliano com sautée de lagostim (o cheiro é uma coisa hipnotizante, para se apaixonar, e o sabor maravilhoso) – se ficar em dúvida entre os seis sabores disponíveis, escolha esse.

E por fim, a sobremesa: suflair de chocolate com sorvete de tapioca, encerrando o jantar de forma maravilhosa, quentinho e cremoso. O sorvete também é delicioso, os dois fazem uma ótima dupla. Vale a visita! Para quem ficar com vontade, aproveitem este mês: o bar está participando do festival Rio Gatronomia até o dia 24/08.

Zee Champanheria
Rua Conde Bernadotte, 26 – Galeria do Teatro Leblon
Leblon, Rio de Janeiro – facebook.com/zeechampanheria





Fotos: Natalia Valle

No fim do mês, parte da nossa equipe segue em mais uma viagem por este mundão. Como sempre, vamos contar tudo aqui no blog para que vocês possam acompanhar e compartilhar as dicas deliciosas que encontrarmos. Como já estamos nos preparativos, aproveitamos para separar alguns dos aplicativos de viagem que mais usamos.

PackPoint
Com este app as chances de você esquecer de levar alguma coisa na mala são baixas. Basta colocar o destino, a data de ida, quantos dias irá ficar, se vai de férias ou a trabalho, se pretende lavar as roupas ou não, e marcar as atividades que vai fazer (esportes, eventos, passeios, reuniões, etc). Baseado nestes dados e na previsão do tempo, ele cria uma lista do que você deveria levar. É lógico que não é completamente exata, porque mala é algo bem pessoal. Mas ele ajuda a não esquecer muita coisa. A interface é super fofa e fácil de usar. iPhone | Android

XE Currency
Atualmente há vários aplicativos que convertem moedas, mas este é o melhor que experimentamos até hoje. É bem completo, as conversões são precisas e feitas em tempo real. Ele facilita tanto o seu planejamento financeiro antes da viagem, como também durante, com as compras. Ajuda principalmente se você pretende visitar vários países em uma viagem só, como a gente faz por aqui. E se você for ruim de matemática, nem pensa duas vezes: baixa que nesse caso não pode faltar. iPhone | Android

Foursquare
Este é o que a gente mais usa, e o mais conhecido. Um dos melhores guias gerais já que é feito por gente como a gente, com dicas sinceras. Essencial para não cair em cilada, principalmente se você está em uma cidade nova – palavra de quem já caiu em algumas e só olhou as críticas no foursquare depois, acontece. Além das avaliações, o app mostra lugares novos, os que estão na moda e facilita as buscas, principalmente se você estiver indeciso ou se sabe o que quer fazer mas não sabe aonde ir. iPhone | Android

Free Wi-Fi Finder
Sou do tipo de pessoa que gosta de se desconectar quando viaja, vocês também são assim? Mas reconheço que é difícil desligar totalmente. Afinal, sem a internet não há como usar a maioria desses apps ou economizar quando precisamos falar com o Brasil ou com quem nos acompanha na viagem. O Free Wi-Fi Finder ajuda a encontrar os pontos gratuitos de internet mais próximos da sua localização. Além disso, mostra um mapa para ajudar a chegar até eles. Ótimo para quem quer evitar levar aquela facada básica da operadora de celular na volta. iPhone





1. Cachorro-quente com tortilla 2. Cachorro-quente em forma de pizza 3. Frito na farinha de milho ou fubá

Presente constantemente nas festas, no formato tradicional ou finger food, o cachorro-quente costuma agradar não só pelo sabor mas também pela praticidade. Aqui no blog já dividimos com vocês o nosso cachorro-quente gourmet, indicado para quem busca uma versão mais caprichada e saborosa. Hoje separei algumas opções para substituir o pão, e diferentes formatos. Gostei da ideia de usar mil folhas para eventos, trocar o pão normal por bagel para variar e servir em forma de pizza com borda recheada simplesmente por ser mais divertido.


4. Servido com mil folhas 5. Frito com bacon na folha de wrap 6. Muffin de cachorro-quente com milho


7. Cachorro-quente servido no bagel 8. Com “salsicha” de peixe 9. Cachorro-quente versão wonton





Fotos: JG

Finalmente o inverno chegou e é um privilégio poder aproveitá-lo parte no Rio, e parte em um frio “de verdade” em Belo Horizonte. É lógico que a gente curte o clima, mas também quer se esquentar. Com essa desculpa e com a vontade de comer uma comida mineira tradicional, fui conhecer o restaurante Emporium Mineiro.

O local é um velho conhecido dos mineiros, desde 1990 ele recria um ambiente típico do interior do estado, com fogões a lenha (que funcionam), um beco muito charmoso na entrada do restaurante, e a parte mais interessante na minha opinião: duas salas privadas, a Espaço gourmet e a Espaço armazém, para reunir os amigos e família.

Fomos provar o Festival de Caldos que conta com mais de 15 tipos quentinhos e deliciosos. Experimentei o Caldo Verde e Bobó de Camarão, e seria muito difícil escolher o melhor. É importante dizer que muitas vezes a tradição é essencial: apesar de ser um restaurante grande (mais de 100 lugares) com um beco e 2 salas privadas, fomos extremamente bem atendidos de forma muito eficiente. O único porém do restaurante é que não faz reservas, por isso chegue cedo principalmente para garantir uma das saletas.

Armazém Emporium Mineiro
Av. Afonso Pena, 4034
Mangabeiras, Belo Horizonte
restauranteemporium.com.br