Fotos: Flavia Peroba

Ultimamente estou tentado ser mais saudável aos finais de semana, dias historicamente dedicados a alimentação nada saudável aqui em casa. Nessa busca, tenho utilizado bastante legumes, verduras, frutas e outras opções leves para os pratos. Porém, somente no último final de semana me aventurei nos doces saudáveis.

Em meio a este momento geração saúde, uma amiga postou uma ideia boa no instagram: falso sorvete de banana. Torci o nariz quando vi, mas a curiosidade foi grande o suficiente para testar, provar e aprovar. A ideia é simples e o falso sorvete fica bem próximo de um verdadeiro, deixando a casa mais feliz e adoçada.


Sorvete de banana
com morango e mirtilo



    Ingredientes

  • 5 bananas
  • 100g de mirtilo
  • 8 morangos


Modo de preparo
Descasque e corte as bananas em rodelas grossas e leve ao congelador, por no mínimo 2 horas, para que fiquem completamente duras e congeladas.

Quando estiverem duras, coloque no processador junto com o morango e mirtilo. Bata até que estejam cremosos. Se você preferir, pode adicionar os mirtilos somente quando a banana e o morango estiverem processados – fica mais bonitinho com eles inteiros.

Rendimento: 6 taças





Fotos: Flavia Peroba

Os meus passeios no Jardim Botânico em dias de sol sempre terminam no mesmo destino quando o assunto é gastronomia. Um dos mais lindos espaços abertos na cidade abriga o charmosíssimo La Bicyclette, onde tive o prazer de almoçar recentemente. Eu já conhecia o café por seus pães artesanais e bolos na matriz, que fica localizada no mesmo bairro, mas dessa vez fui conferir a filial dentro do parque.

O espaço é dos mais agradáveis com mesas na área externa e vista para o jardim, com passarinhos que vinham próximos a minha mesa. Se o dia estiver muito quente, também há mesas na área interna, com ar condicionado e sombra. É um ótimo lugar para tomar café da manhã e lanche da tarde no fim de semana.

Como era horário de almoço mas ainda tinha muito passeio pela frente, escolhi pratos mais leves: sanduíche de pastrami com tomate seco, queijo e muita rúcula e minha mãe pediu uma deliciosa quiche de tomate com uma salada verde com nozes e gorgonzola, decorada com uma flor comestível (que não contribuía muito para sabor, mas bastante para o visual). Na saída, ao passar pelo balcão de pães, não me segurei. Comprei croissants, baguetes e dois dos melhores bolos que já comi na rua: de tapioca com doce de leite e de maçã com canela.

Foi uma tarde memorável com comidas deliciosas. Se você for passear pelo Jardim Botânico, não deixe de dar uma conferida e ter uma refeição agradável e gostosa.

La Bicyclette
Rua Jardim Botânico, 1008
Jardim Botânico, Rio de Janeiro
www.labicyclette.com.br




17 abr 14

Onde comprar bolsa gourmet

Desde adolescente eu faço listas de resoluções de ano novo. Para 2014, coloquei duas grandes metas: aprender a cozinhar e economizar meu pobre rico dinheirinho. Com esse objetivo em mente, comecei a preparar meu próprio almoço e levar para o trabalho. Mas não dava para misturar agenda, carteira e tudo mais que a gente carrega na bolsa com a marmita, né? Para separar, comprei uma sacola de neoprene que, além de prática, é linda.

É o que estão chamando por aí de bolsa gourmet (mas que eu apelidei de marmita chique!). A minha é da Built, mas garimpamos outras opções fofas para vocês. É bom lembrar que as bolsas de neoprene não têm aquela manta térmica. Então você não pode deixar a refeição dentro dela por muito tempo. Se você demora para chegar no trabalho ou não tem uma geladeira para deixar sua comida, a melhor opção é a sacola térmica mesmo.

1. Bolsa gourmet | 2. Bolsa térmica floral | 3. Bolsas gourmet | 4. Lancheira em Neoprene
5. Bolsa térmica neoprene | 6. Bolsa Neoprene | 7. Frasqueira térmica | 8. Bolsa térmica




gallo
Fotos: Natalia Valle

Esta semana estivemos no Zazá Bistrô para participar de um jantar delicioso oferecido pela Gallo. O chef Pablo Vidal criou um menu exclusivo harmonizado com os azeites especiais a convite da marca. Tivemos a oportunidade também de conversar com o azeitólogo Marcelo Scofano, que deu uma verdadeira aula sobre as curiosidades e benefícios do azeite. O jantar foi muito agradável, o ambiente do Zazá é tão gostoso, aconchegante, bonito e com luz baixinha que eu poderia ficar lá a noite toda curtindo enquanto chovia lá fora.

Após degustar os azeites sozinhos, vieram os pratos. Percebe-se que o chef é fera quando ele faz com que você ame ingredientes que geralmente costuma dispensar. No meu caso, beterraba e bacalhau.

Queria comer todos os dias essa salada de beterrabas assadas com queijo feta e baby agrião temperados com azeite Gallo Novo. Tempero gostoso e uma mistura de texturas que agrada. O Novo foi o azeite que mais gostei dos quatro servidos, feito com azeitonas verdes, levemente picante e amargo. O bacalhau com arroz cremoso de cevadinhas e amêndoas feito com Gallo Grande Escolha também estava uma delícia. Este tem sabor frutado e leve, e o peixe foi cozido nele a 54 graus, o que deixou bem suculento.

Depois passamos para costelinha com couve refogada e canjiquinha com azeite Gallo Colheita ao Luar, prato que entrará no cardápio de Outono do restaurante. Este é feito com azeitonas conservadas pelo frio da colheita noturna, o que preserva a qualidade e aroma proporcionando um sabor mais intenso.

Tá bom pra vocês? Pra mim já estava ótimo. Mas teve mais, a estrela da noite na minha opinião: tira de bife de costela com purê de alho assado e chimichurri com azeite Gallo Colheita Madura, com sabor suave.

Para finalizar, sorvete de limão para limpar o paladar e verrine de brownies com mousse de chocolate amargo com toque de azeite Gallo Colheita ao Luar. Confesso que estava apreensiva com chocolate + azeite, coisa que nunca havia provado. Mas não é que funciona? O chef acrescentou flor de sal o que fez toda diferença e deixou a sobremesa equilibrada. Foi uma noite muito gostosa. A equipe da Gallo é atenciosa demais, adoramos participar.

Ainda ganhamos os azeites + mimos de Páscoa da Maria Brigadeiro, que finalmente pude provar. Já ouvi falar muito sobre a marca e olha, é isso tudo mesmo que dizem por aí e mais. Recebemos uma caixinha de brigadeiros noir feitos com azeite Gallo Novo e ingredientes para colocar a mão na massa. Sem falar na tábua fofíssima para enrolar os docinhos com galos desenhados e no pano de prato, tudo muito caprichado.





Foto: Flavia Peroba

Todo mundo espera alguma coisa de um sábado à noite. Apesar dessa música falar sobre o lado mais baladeiro do sábado, ela se encaixa muito bem no meu lado guloso: espero muito de um sábado à noite, seja comendo em um bom restaurante, seja comendo na minha sala.

Nestes dias em que fico em casa, respiro fundo, tomo uma dose de disposição e abro meus livros de culinária em busca de inspiração para mais tarde enfrentar o fogão. E o lado ruim do fogão também: a pia de louças. Outro dia fiquei com vontade de comer frango – coisa bastante incomum para mim. Mas não podia ser um frango simples, né? Afinal era sábado à noite. Queria que fosse caprichado, dourado, com um bom molho e acompanhamento memorável. Fiz então esta sobrecoxa com molho gorgonzola e batata gratinada.


Sobrecoxa de frango
com molho gorgonzola e batata gratinada



    Ingredientes do frango

  • 8 sobrecoxas de frango
  • 1 ramo de alecrim
  • 100g de manteiga
  • suco de 1 limão
  • 1 colher de sopa de mostarda dijón ou preta
    (se você não for fã do sabor da mostarda, use a americana amarela, mas não deixe de usar)
  • 1 colher de chá de sal
  • 1 pitada de pimenta branca moída
  • 1 colher de sopa de açúcar mascavo
  • 1 colher de chá de molho inglês



Modo de preparo
Junte todos os ingredientes e deixe na geladeira por no mínimo 2 horas.
(Pode pernoitar, mas neste caso, adicione o sal somente no dia seguinte).

Aqueça bem o forno e espalhe as sobrecoxas com o líquido da marinada em uma assadeira.
Cubra com papel alumínio e leve ao forno por 1h, retirando o papel nos últimos 20 minutos.


    Ingredientes do molho

  • 40g de manteiga
  • 100g de gorgonzola
  • 200ml de creme de leite



Modo de preparo
Aqueça todos os ingredientes em fogo baixo até que o queijo esteja completamente derretido.

    Ingredientes das batatas

  • 4 batatas inglesas grandes descascadas
  • 200ml de creme de leite
  • 100g de parmesão ralado
  • 1 pitada de noz moscada
  • 1 ovo



Modo de preparo
Corte as batatas em rodelas grossas e cozinhe (deixando ainda levemente duras).
Espalhe-as em uma travessa que possa ir ao forno.

Bata o creme de leite com o ovo, noz moscada e parmesão e cubra as batatas com ele.
Leve ao forno baixo por 30 min.




Faltam poucos dias para a Páscoa, e não tem jeito mais gostoso de começar a semana do que presenteando uma de vocês. Apesar de não ser chocolate, o mimo é tão gostoso de ganhar quanto e ninguém precisa se preocupar com as calorias! A Latika disponibilizou um kit especial para a Páscoa contendo três esmaltes: White Chocolate, Cappuccino e Choco Brownie. São dois tons lindos de nude e um de branco (este possui base 3Free).

Vocês já conhecem os esmaltes da marca? Nós usamos alguns e nossas impressões foram as melhores: as cores ficam tão bonitas quanto nos vidrinhos, duas camadas bastam, secam rápido e duram bem. O bom desse kit é que agrada quem prefere tons discretos, mas também dá para fazer unhas decoradas combinando as cores entre si.

Nós vamos sortear um Kit Chocolovers aqui no blog e é bem fácil participar, basta seguir as regras explicadinhas neste post. Chocólatras ou não, certeza que vocês vão gostar!

Como participar
- Para participar é necessário seguir as quatro regras abaixo, nós vamos conferir.
- O sorteio será realizado via Random.org, portanto é válida apenas uma inscrição por pessoa.
- Você pode se inscrever até o dia 28/04. O resultado será divulgado neste post no dia 29/04.
- A Latika enviará o prêmio diretamente para a pessoa sorteada.

Regras
1. Curta a fanpage da Latika
2. Curta a fanpage do Gulab
3. Cadastre seu email neste link
4. Preencha o formulário abaixo apenas uma vez:





Fotos: JG

A decisão de onde jantar em Tiradentes envolve um delicioso trabalho: escolher entre os muitos, elogiadíssimos e lindos, restaurantes da cidade. Como tínhamos somente uma noite, depois de algumas pesquisas, fomos fisgados pela sobremesa (conto melhor mais abaixo). Reservamos uma mesa no Tragaluz após ler muitas críticas positivas. A reserva é indispensável, necessário fazer com antecedência.

O restaurante fica num casarão de pedras, com atmosfera aconchegante, luzes de velas e um clima romântico. O cardápio é muito interessante, em formato de literatura de cordel, com histórias da casa e de algumas comidas e ingredientes, apresentando pratos típicos mineiros com releituras modernas.

Escolhemos o risoto negro com surubim defumado, que estava uma delícia. Risoto cozido no ponto certo e peixe macio e saboroso. Provamos também o lombo empanado com molho de pimenta biquinho, que estava crocante e sequinho. A sobremesa mais famosa da casa consiste em um pedaço de goiabada cascão empanada em crosta de castanhas servida sobre cama de catupiry, acompanhada sorvete de goiaba.

Esta sobremesa é um sucesso na cidade e já foi notícia até no jornal New York Times. Nossa impressão? Ela é realmente uma delícia. A crocância da goiabada é muito diferente de outras sobremesas empanadas. Ela também pode ser servida com mais queijo para balancear a quantidade de açúcar no prato, se preferir.

Gostamos demais do Tragaluz, porém tenho certeza que a cidade ainda tem muito a oferecer. Por isso, pretendo voltar para continuar este “difícil” trabalho de provar outros locais para mostrar para vocês.

Tragaluz
Rua Direita, 52 – Tiradentes, MG
www.tragaluztiradentes.com