1. Crumble de morango com farinha 2. Crumble com aveia e pêssego 3. Crumble cru com amêndoas e amora

Eu ainda conheço pouco da culinária britânica, mas o crumble é uma sobremesa que faz meu estômago roncar só de ouvir o nome. Ele é bem simples de fazer: leva uma espécie de farofa doce crocante por cima (geralmente feita com amêndoas, cereais ou biscoitos quebrados) e frutas picadas por baixo. As formas mais comuns de servir são nas assadeiras ou em potes individuais. Separei algumas opções diferentes para sair do lugar comum, como servir na própria fruta escolhida, com base mais firme lembrando barra de cereal ou torta, ou por cima do muffin. Se você ainda não escolheu a sobremesa do final de semana, que tal tentar um delicioso crumble?


4. Crumble em barra com chocolate e cereja 5. Torta Crumble com mirtilo e farinha 6. Crumble com aveia e ameixa


7. Crumble de groselha com nozes 8. Crumble de quinoa com coco e morango 9. Muffin de crumble de maçã





Fotos: Natalia Valle

Docinhos do mês
Agosto mês do desgosto? Que nada! Recebemos tantas amostras de ótimas docerias que o mês não poderia ter sido mais gostoso. Fica a dica para quem não acompanhou pelo instagram: pão de mel da Mimo Atelier, brownie da N Brownies, trufas e outros docinhos da Pecaditos e brigadeiros de colher da Brigadeirou’s. Nessas horas dá até pena de quem está planejando casamento ou festa – é muita opção boa no Rio para escolher!

Falando em doce…
Semana que vem acontece em São Paulo o Sugar Craft Show, o maior evento de confeitaria artística do Brasil, no Centro Universitário Senac (Santo Amaro). Nesta edição irão palestrar nomes como a japonesa Naomi Yamamoto (respeitada artista do açúcar), o espanhol Javier Guillén (ex assistente do chef Ferran Adrià), e o italiano Stefan Krueger (chef da famosa confeitaria Lombardi Pasticcieri). Saiba mais aqui.

Semana Mesa SP
Em novembro acontece mais uma edição do Semana Mesa SP, evento organizado pela revista Prazeres da Mesa e Senac. Ele reunirá renomados chefs nacionais e estrangeiros com palestras, workshops, jantares e degustações. Eu sei que ainda falta muito para novembro, mas é que as inscrições já podem ser realizadas. Depois não adianta reclamar que ficou sem vaga, hein. Inscrições aqui.

Concurso Chef do Futuro
Alunos das faculdades de gastronomia reconhecidas pelo MEC já podem se inscrever para o concurso realizado pela BRF. O grande vencedor vai à Paris estudar na Cordon Bleu (umas das mais renomadas escolas de culinária do mundo). Demais! O período de inscrição já começou, confira o regulamento no site oficial.

Festival de Microcervejarias do RJ
Essa dica veio de uma leitora do Rio e é bem provável que a gente marque presença no festival, viu? Ele acontece no próximo dia 13 no Brewteco, no Leblon. Serão 12 cervejarias participando, 17 torneiras, 30 cervejas e comidas harmonizadas. Ótimo para quem quer conhecer novas opções de cerveja. Mais informações na página do evento.

• Continue acompanhando outras notícias pelas redes sociais do Gulab: facebook, twitter e instagram.





Fotos: Natalia Valle

No último domingo terminou mais uma edição do Rio Gastronomia, festival promovido pelo O Globo, no Jockey. Este ano o espaço estava bem agradável e contou, pela primeira vez, com food trucks além dos usuais quiosques. Estivemos no evento para cobrir a aula de sobremesas da Roberta Sudbrack, que não só fez o maior sucesso com os SudDogs, como simplesmente levou os prêmios de melhor chef e melhor restaurante nesta edição.

Não tem como contar para vocês como foi sem dizer o quanto simpatizamos com esta chef que é extraordinária no que faz, criativa, que mantém a simplicidade e faz questão de demonstrar a admiração e orgulho que tem por sua equipe. Durante a aula, Roberta enfatizou a importância de fazer a sobremesa em harmonia com o menu e falou da ligação que a cozinha brasileira tem com o afeto, citando a convivência com seu avô como inspiração para uma das sobremesas do restaurante (sopa de pão doce, que levou anos para atingir o sabor que ela queria).

“Somos muito presunçosos, achamos que toda noite vamos descer no salão e vai ter alguém chorando porque comeu algo que fez lembrar algo, queremos isso. Obviamente não acontece toda noite, mas quando acontece é muito bonito”, disse. A chef preparou três sobremesas na ocasião. Digitalizamos as receitas para que vocês também tenham acesso (a última não estava impressa para o público, foi um bônus, mas anotamos os detalhes).

Roberta abriu a aula com o Bolo molhado de chocolate amargo e fruta pão fermentada (se não encontrar fruta pão, pode usar cupuaçu ou graviola), a ideia é que o bolo fique bem macio e úmido por dentro. Depois foi a vez do Arroz doce com tomate, feito com arroz de sushi para dar bastante leveza ao prato. Quem estranhar o tomate, ela explicou como surgiu a ideia: “Basicamente queríamos usar algo vegetal, sabemos que é controverso mas o tomate é uma fruta. Então partimos deste princípio e fomos testando, e lembrando sempre dessas conexões com a nossa cultura, com aquilo que crescemos comendo e vivendo.”

Por fim, foi a vez da Tartelete com calda de abacaxi (feita com a polpa do abacaxi peneirada, reduzida na panela até obter a calda, e com cacau na massa). Enquanto ela ensinava os preparos, o público degustou os doces e tirou as dúvidas ao final da apresentação. A chef ressaltou a importância da humildade ao cozinhar. “É importante saber que quem tem que aparecer é o ingrediente e, não, o cozinheiro. O grande problema é a gente querer estar à frente do ingrediente, a gente tem que estar sempre um passo atrás”, aconselhou.

RECEITAS
Clique aqui para fazer o download das receitas
Roberta Sudbrack – Rio Gastronomia 2014
Aula: “A doçura imaginária de Roberta Sudbrack”





Fotos: Natalia Valle

Semana passada fomos conhecer a Zio, pizzaria localizada na Barra. Eu já havia passado inúmeras vezes por ali, mas confesso que nunca tinha reparado neste cantinho da Érico Veríssimo. O espaço é discreto, com apenas uma mesa grande (para 20 pessoas mais ou menos). O foco da pizzaria é o delivery, por isso eles atendem apenas a região (Barra e São Conrado) para garantir que as pizzas cheguem com qualidade. Mas quem não mora por estes lados não precisa ficar chateado, já adianto que eles estão com planos de expansão.

A Zio convidou diversas blogueiras para colocar a mão na massa, cada uma fazendo um sabor diferente. Eu fiquei com a Portuguesa, e um detalhe que merece destaque é o fato deles filetarem os ingredientes (inclusive o ovo). Não só a apresentação fica bem mais bonita, como o sabor mais acentuado já que os ingredientes cobrem toda a massa, garantindo a presença deles em todas as garfadas. Bem bolado, né? Mudou meu jeito de fazer pizza.

Achei a massa leve e crocante, com o bônus da borda coberta com parmesão para motivar as pessoas a comerem a pizza inteira. Funcionou comigo justamente por ser gostosa e com aspecto atrativo, costumo deixar a borda de lado. Ao todo são 12 sabores, experimentei a maioria, e no final de semana ainda pedi no delivery a de pepperoni e o repeteco de um dos sabores que gostei. Chegou tudo direitinho e delicioso conforme prometido.

Se você ficar em dúvida de qual sabor pedir primeiro, recomendo a Mineirana (Mineira italiana – mussarela, couve refogada no alho, calabresa e parmesão). Ué, mas pizza com couve? Sim! Eu também fiz cara feia mas queimei a língua, é uma delícia. Outra que gostei demais foi a Agliolio (alho fatiado, azeite e queijo parmesão).

Para as formigas, há duas opções: Chocolatto (recomendo apenas para os chocólatras já que é beeem doce, não faz muito o meu paladar), preferi a Bananina (bananas fatiadas flambadas com canela e açúcar), deliciosa. Fica a dica para quem quiser variar a pizza e experimentar novos sabores.

Zio
Av. Érico Veríssimo, 855 – Loja D
Barra da Tijuca, Rio de Janeiro
Delivery: 2493-4050
www.ziopizzaemcasa.com.br





Fotos: Natalia Valle

Nesta onda da vida leve e saudável que dominou a nação, uma cozinheira às vezes fica um pouco sem chão, sem ter muita opção na geladeira para alegrar papilas sedentas por sabor mas que resistem a qualquer alimento mais calórico, lipídico ou quaisquer que sejam as nomeclaturas lights para alimentos mais gordinhos.

Eu adoro uma boa regada de azeite, manteiga e sal extra, mas eles tem sido excluídos cada vez mais da cozinha. Com isso, apareceram alguns alimentos que eu não tinha o hábito de usar: sal rosa do himalaya (tem elemento defumado, fazendo com que seja necessária menor quantidade de sal para salgar um alimento), azeite em spray (dispersão maior do azeite e uso menor) e batata doce (por ser um carboidrato com índice glicêmico menor).

Este Chips de batata doce com abobrinha é resultado da minha pesquisa e intenção de entreter um encontro com meus amigos sem os olhares tristes daqueles com restrições calóricas. Esta receita é uma ótima opção para acompanhar uma jarra de suco detox, ou simplesmente uma taça de vinho tinto (muito positivo para quem quer aumentar o metabolismo e se divertir ao mesmo tempo).


Chips de batata doce
com abobrinha



    Ingredientes

  • 1,5 kg de batata doce
  • Azeite extra virgem em spray
  • 1 ramo de alecrim
  • Sal rosa do himalaya
  • 0,500 kg de abobrinha (ou beterraba)



Modo de preparo
Lave bem as cascas da abobrinha e batata doce. Se você tem mandolin na sua cozinha, esse é o momento de tirá-lo do armário e aproveitar suas lâminas afiadas para cortar a batata doce e a abobrinha o mais fino que conseguir. Se não tiver, use a faca mais afiada da sua cozinha e corte em discos o mais fino possível.

Espalhe-os sobre uma assadeira (não use assadeira de metal muito fino porque corre o risco de queimar o fundo e não assar a parte de cima). É ideal que eles fiquem separados, mas caso não dê, coloque em no máximo duas camadas com um jato de spray de azeite entre e sobre elas.

Moa um pouco do sal e espalhe o alecrim (ainda nos ramos).
Leve ao forno por 1h30 e retire o alecrim antes de servir.

Se quiser acompanhar com um dip, uma boa opção é juntar 200ml de iogurte, 1 colher de chá de orégano, 1 colher de chá de azeite extra virgem, uma pitada de sal rosa do himalaya e misturar levemente, servindo o dip gelado e os chips em temperatura ambiente.





Fotos: Natalia Valle

Quem acompanha o Gulab há mais tempo sabe que não é novidade: somos muito fãs dos brigadeiros da Carolina Sales. Recentemente a loja matriz passou por uma reforma, tanto no visual quanto no cardápio, e voltamos até lá para ver como ficou, conversar com a Carolina e contar para vocês as novidades.

A loja do Condado de Cascais, na Barra, está mais moderna para receber seus clientes. “Estamos atendendo em serviço bistrô completo. Além de nossos doces deliciosos temos também refeições leves, lanches, sopas, café da manhã, chá da tarde e sobremesas exclusivas desta loja”, contou Carolina Sales, fundadora da patisserie, em entrevista ao Gulab. Primeira marca de brigadeiro gourmet do Rio, o estabelecimento se difere pela qualidade do produto proporcionada e, principalmente, pelas combinações e sabores variados disponíveis.

Os nossos preferidos são o de Rabanada (disponível apenas em Dezembro) e o de Limão Siciliano (permanente). “As minhas ideias são naturais, não sei explicar. Tenho tantas que nem sei o que fazer com elas às vezes”, brinca Carolina. Entre as últimas criações estão o brigadeiro de bolo de cenoura e o proteico whey que está em fase de testes. Mas os clássicos continuam em alta: Noir, Casadinho e Ao leite são alguns dos mais pedidos.

O cardápio salgado conta com massas, carnes e sopas. Destaque para a sopa de abóbora com pinoli italiano ou amêndoas e o nhoque de batata inglesa com molho ragu de carne. E mais: os preços são amigáveis. Para quem consome produtos diet, a marca tem uma linha bacana de doces sem açúcar e produtos sem glúten.

Desde 2010 no mercado, quando deixou de lado a Medicina Veterinária para se dedicar aos brigadeiros, Carolina faz uma análise de como foi o início vendendo pela internet até a consolidação da marca e a abertura das lojas no Rio. “Apesar de muito prazeroso, não foi e não é fácil. Meu negócio sempre teve a minha essência, a minha cara e as minhas ideias. Precisávamos aparar algumas arestas e é o que estamos fazendo até hoje. Não chegou perto de onde almejo, mas ainda temos planos muito desafiadores e estimulantes”, disse.

Seja o que vier de novidade, não há dúvidas de que continuará conquistando os corações cariocas com um dos melhores brigadeiros da cidade.

+ www.carolinasales.com.br




20 ago 14

Moda: melancia mania

As frutas continuam com tudo na moda e na decoração. Outro dia mostramos aqui os produtos com estampa de abacaxi, lembram? Não param de pipocar nas vitrines. Hoje separamos mais uma tendência que esteve presente no último verão e continua em alta: as estampas de melancia. Marcas como Maria Filó e Renner apostam na fruta também para o inverno. Pela web é possível encontrar várias peças e acessórios divertidos, veja onde comprar:

Onde comprar
1. Blusa Sammydress 2. Apoio para pescoço Fabulosa Fábrica 3. Blusa Society6
4. Blusa Maria Filó 5. Tênis Mad Bull 6. Case para celular Coronitas 7. Capa para celular Uprint
8. Almofada melancia Bem Feita 9. Saia Moda em Atacado 10. Porta copos IKS
11. Película para unhas Manias de Gurias 12. Forminha melancia Papel e Mel