Dicas

Aperitivos retrô

Apesar de ter passado os anos 80 chorando de fralda e assistindo Ra-tim-bum, minha memória gastronômica desta época é superior ao famoso quadro Senta que lá vem a história: me lembro dos enfeites trabalhosos em um simples empadão da minha avó, dos bolos embrulhados em papel alumínio nas festas infantis, das bandejas coloridas de canapés…São memórias que se entrelaçam com imagens dos Smurfs e outros desenhos animados.

Para quem viveu a idade adulta nesta época, talvez fique um saudosismo dos espetinhos de sacanagem, das tahines elaboradas e dos edifícios de pão com geléia e pasta salgada. Só me resta o desejo de pensar sobre este tempo como base para a construção de um futuro. Para isso, sugiro algumas renovações desses pratos retrô.

Aperitivos retrô

Releituras



Sacanagem
Salsicha, pimentão, azeitona e cenoura no palito. Para substituir este clássico dos anos 80, sugiro nada mais simples que um podrão carioca: Cachorro quente com pimentão verde, azeitona, cenoura ralada no pão careca (podendo adicionar muitas outras coisas, como milho, ervilha, beterraba ralada, etc).






Tarrina
Eu tenho certo nervoso de comida quadrada, mas para substituir as tarrinas acho que o mundo absorveu as quiches. São cremes deliciosos, porém em forma redonda, e com a massa substituindo as torradas.






Pão salgado
Esse foi muito bem substituído pelo patê com geléia de framboesa e brie com geléia de damasco na torrada. Salgado com doce de forma um pouco mais sutil e simples.






Bolo em papel alumínio
Cupcakes, mantendo a idéia da porção individual e a decoração lindinha, porém como componentes naturais do alimento.






Casca de tomate e outros alimentos que decoram
Ainda aparece em cruzeiros marítimos, mas em terra sugiro colorir a mesa com alimentos que efetivamente serão comidos como os deliciosos rolinhos de abobrinha com ricota e pimentão vermelho.




Imagens: gulab . marcelo katsuki . maryans86* . pitacos culinários . devaneio bipolar . _deborahh

You Might Also Like

1 comentário

  • Reply
    Natalia
    8 de fevereiro de 2011 at 17:32

    Acho que o seu “nervoso por comida quadrada” merece um post explicativo. rs!

  • Deixe um comentário