Aperitivos Entrada Receitas

Antepasto de atum

Fotos: Natalia Valle

Existe um livro chamado A Chave Universal, de Paolo di Rossi, onde são apresentados pensadores que ao longo da história acreditavam terem achado a chave para a construção de memórias permanentes. Apresentam processos mnemônicos que ativariam a memória dentro de sistemas interligados de imagens e pensamentos, formas de garantir a permanência completa de vivências e conhecimento.

Apesar de já ter tentado alguns desses sistemas, só tem um que efetivamente funciona para mim: olfato enquanto gatilho de memória de algo vivido. Basta um leve aroma e minha cabeça é levada à um momento onde ele foi importante.

O aroma desse Antepasto de atum me leva imediatamente à praia com meus primos. Eram momentos de muita alegria, sundown e pasta de atum com torradinha dentro do isopor. Hoje a receita tomou um requinte e visual digno de uma mesa, mas o aroma ainda é de risos e areia.

Quem me deu essa receita foram os Picollos, queridos paulistas/italianos, amantes de boa comida e bom papo.


Antepasto de atum



    Ingredientes

  • 2 cebolas roxa picadas
  • 1 colher de chá de alecrim picado
  • 1 colher de chá de salsinha picada
  • 10 tomates cereja picados (com semente e pele)
  • Suco de 1 limão siciliano
  • 1 lata de atum sólido em azeite
    (despedaçado grosseiramente com um garfo)
  • ½ xícara de azeite extra-virgem
  • 12 ovinhos de codorna
  • 2 colheres de sopa de mostarda amarela
  • 12 torradinhas de parmesão



Modo de Preparo

Junte a cebola, alecrim, salsinha, tomate, limão, azeite e misture bem.
Adicione , então, o atum e reserve na geladeira.

Frite os ovinhos de codorna em frigideira quente pincelada com manteiga. Eles ficam como um ovo estalado normal. A receita original levava ovo de galinha cozido e picado, mas para a apresentação achei interessante que eles viessem estalados.

Agora basta montar. Espalhe a mostarda em uma torrada, coloque 1 colher de chá do atum e sobreponha com o ovinho. Ótimo para servir como aperitivo para uma boa cerveja gelada.



. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

Receita publicada originalmente no Tanlup,
onde o Gulab colabora na seção “Na Cozinha”.


You Might Also Like

Comente

Deixe um comentário